• Prof. Carlos Pimenta

Aprenda a decifrar a rotulagem dos alimentos

Atualizado: 17 de Jan de 2020


Atualmente vivemos num ritmo alucinante e muitas vezes não temos oportunidades de uma alimentação "caseira" (mais natural). As vezes somos obrigados a ter em nossas dispensas alguns alimentos processados. Quando você escolhe um alimento industrializado para colocar na sua mesa é muito importante que você leia e entenda o rótulo destes alimentos e faça a melhor escolha possível. Para ajudar você a entender o que esta escrito compilamos as informações que que mais aparecem nestes rótulos.

Valor Calórico ou Energético É a energia produzida pelo nosso corpo proveniente de carboidratos, proteínas e gorduras totais. Na rotulagem nutricional, o valor é expresso em forma de quilocalorias (kcal) e quilo joules (kj). Prefira alimentos com baixo valor calórico.

Carboidratos São nutrientes cuja principal função é fornecer a energia para as células do corpo. São encontrados em maior quantidade em massas, arroz, açúcar, mel, pães, farinhas, tubérculos (batata, mandioca, inhame etc.) e doces em geral.

Proteínas São nutrientes necessários para construção e manutenção dos nossos órgãos, tecidos e células. Encontramos em carnes, ovos, leite e derivados, e nas leguminosas (feijão, soja e ervilha).

Gordutas Totais São nutrientes que também fornecem energia para o corpo e ajudam na absorção das vitaminas A, D, E e K. As gorduras totais referem-se à soma de todos os tipos de gorduras encontradas em um alimento, tanto de origem animal quanto de origem vegetal.

Gorduras Saturadas Tipo de gordura presente em alimentos de origem animal. O consumo excessivo desse tipo de gordura pode aumentar o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, por isso o consumo deve ser moderado.

Gorduras Trans Encontradas em grande quantidade em alimentos que utilizam gordura vegetal hidrogenada em suas preparações. O consumo desse tipo de gordura deve ser muito reduzido, considerando que o nosso corpo não precisa dele, além de aumentar o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Fibras Alimentares Estão presentes em diversos tipos de alimentos de origem vegetal, como frutas, hortaliças, feijões e alimentos integrais. A ingestão de fibras auxilia no funcionamento do intestino.

Sódio Está presente no sal de cozinha e em alimentos industrializados (salgadinhos de pacote, molhos prontos, embutidos). Deve ser consumido com moderação, uma vez que o seu consumo excessivo pode levar ao aumento da pressão arterial.

Cálcio O cálcio é um mineral essencial para manter os ossos saudáveis. No nosso organismo, atua no metabolismo celular, na contração muscular e em diversos processos. Para que o organismo absorva de forma eficaz o cálcio, é importante que ele seja ingerido sem associação a alimentos que contenham cafeína ou ferro.

Nosso conselho é que sempre procure uma alimentação balanceada e que seja a melhor para você... sim, porque cada um é diferente e pode ter necessidades específicas. Na dúvida procure um especialista.

Prof. Carlos Pimenta (Systema - Arte Marcial Russa e Acupunturista).

Fonte: Adaptado pelo autor de Sociedade Brasileira de Diabetes/Anvisa/Amil.

#Saúde